Um pouco de tudo

Passeios de moto e carro por São Paulo – 03

Estamos de volta com mais um passeio realmente excelente e o melhor, bem perto de São Paulo. Jogo rápido, quer ir até Itu? Que tal fazer um caminho diferente passando pelo único cânion do rio Tietê e por uma APA (Área de Proteção Ambiental)? Você gosta de acelerar por estrada sinuosas?  E de levar a família para uma fazenda com boa comida e passeios diversos? E um local para comprar boa pinga? Acho que aqui você vai encontrar um pouco de tudo. Deixe-me explicar.

Existe uma estrada muito bonita que parte de Santana do Parnaíba e segue até Itu, passando por alguns municípios como Pirapora do Bom Jesus e Cabreúva. Essa estrada é a SP-312 que possui alguns nomes. Antigamente era conhecida como “Estrada de Itu” e mais recentemente ficou conhecida como “Estrada dos Romeiros”.

O que você vai encontrar? Muita mata, montanhas e campos verdes. Uma estrada com alguns trechos bem sinuosos e momentos em que você está praticamente às margens do rio Tietê. As paisagens são um ponto a parte e já valeriam um passeio pelo local. O asfalto também está em boas condições de uso para os padrões de uma estrada brasileira.

Como já deu para perceber, dá para fazer bastante coisa e para mim o passeio dessa vez foi mais para a velocidade.

Como foi o passeio.

Combinei de ir com um amigo que estava muito afim de conhecer a estrada e brincar com seu novo UP TSI. Como eu também tinha apenas “passeado” por essa estrada, também estava afim de testar meu Novo Palio Essence 1.6 em condições mais extremas.

Mapa 1 - Inicio de nosso trajeto

Mapa 1 – Inicio de nosso trajeto

Há várias maneiras de se chegar a estrada dos romeiros. A primeira delas é pegá-la desde seu início na Castelo, na região de Barueri. A vantagem dessa abordagem é que se paga apenas o primeiro pedágio da Castelo. Os amigos do FlatOut recomendam pegá-la no Km 48 praticamente chegando em Araçariguama pois a parte mais sinuosa está depois de Pirapora do Bom Jesus. Eu discordo pois apesar de menos sinuosa a região anterior possui sua beleza. Claro que um dia desses vou seguir o caminho sugerido por eles pois disseram que a estrada que sai de Araçariguama também é muito bonita.

Nesse caso nós fizemos um meio termo que foi mais do que excelente também, nós saímos no meio do caminho da castelo e pegamos uma estrada chamada estrada ecoturística do Suru, votando em direção à Santana do Parnaíba e depois de lá seguimos pela Estrada dos Romeiros. Poucas curvas fechadas nessa estrada mas várias subidas e descidas e praticamente vazia. Mandamos bala nela.

Mapa 2 - De Santana até Pirapora

Mapa 2 – De Santana até Pirapora

Deixei meu amigo a frente durante a viagem mas aqui em Santana ele se perdeu um pouco na entrada da estrada e estava tomando outra direção. Apesar de muita coisa ter mudado em Santana do Parnaíba e há novos e grandes acessos, se não prestar atenção vai acabar indo para o lado errado mesmo. Procure sempre pelas placas indicando Pirapora do Bom Jesus. Como eu conhecia um pouco mais o caminho, tomei a frente e retornei para o lado certo. Seguimos pela estrada com bastante pressão no pedal direito. A estrada estava razoavelmente livre, mas é bom tomar cuidado. Vimos muitos ciclistas no sentido oposto e dependendo do dia e horário você pode encontrar romeiros (Estrada dos Romeiros né) a cavalo.

Trecho tranquilo até o último cotovelo antes de Pirapora que foi o único momento de susto onde o carro perdeu mais aderência do que devia por conta de eu ter entrado muito forte. O pneu chorou bastante aí.

Mapa 3 - Trecho bem sinuoso entre Pirapora e Cabreúva

Mapa 3 – Trecho bem sinuoso entre Pirapora e Cabreúva

Chegando em Pirapora a estrada entra no meio da cidade. Fique de olho na sinalização para Itu que é coisa fácil. Você irá cruzar uma ponte por cima do rio Tietê. Ela é famosa por aparecer nas fotos quando o Tietê produz muita espuma que praticamente ultrapassa por cima dessa ponte. Desse ponto em diante no sentido Itu o rio que estava sempre a sua direita fica agora a sua esquerda. Depois de sair da cidade começa a diversão. Este trecho é o mais sinuoso e desafiador da estrada. Nesse ponto o Tietê passa por uma espécie de cânion e a estrada sobe e desce chegando até a margem do rio. Existem alguns trechos urbanos, lombadas, ônibus de linha e certos cuidados, mas vale a pena a experiencia. Se não me engano foi por aqui que havia um leitão caminhando pela estrada e tive que parar para esperar sua decisão 😉

Mapa 4 - Trecho entre Cabreúva e Itú

Mapa 4 – Trecho entre Cabreúva e Itú

A estrada também acaba entrando na cidade de Cabreúva. Novamente fique atento para as placas indicando o caminho de Itu ou Estrada Parque. Inclusive aqui é um ponto de atenção pois você chega numa avenida e em determinado momento deve-se virar a direita senão a avenida continua e você termina no centro da cidade.

Cabreúva é famosa por sua pinga já que a cidade se fundou para o plantio de cana de açúcar e mesmo depois de anos, a tradição ainda continua. Uma opção é o alambique Rainha da Praia que fica na estrada mesmo, um pouco depois de Cabreúva sentido Itu.

Nesse trecho a estrada é conhecida como Estrada Parque pois toda sua extensão se dá dentro de uma área de proteção ambiental (APA). Trecho muito bonito cheio de mata e apesar de um pouco mais calmo, abriga excelentes curvas e pequenos trechos de reta que tentamos aproveitar. E ao final dessa parte da estrada você está praticamente na entrada de Itu onde demos uma parada para relaxar e decidirmos o que faríamos na volta.

Decidimos parar para almoçar numa fazenda famosa dentro desse último trecho da estrada parque. O local chama-se Fazenda do Chocolate e é um excelente passeio para casais e especialmente se está com crianças. Nessa fazenda além de um almoço self service, existem lojas de presentes e várias atividades a se fazer. Passeios a cavalo ou com pônei para as crianças e conhecer uma típica fazenda de chocolate com suas divisões entre o casarão e a antiga senzala. Vi que rola excursões de crianças onde roal toda uma programação monitorada.

Nosso plano foi descansar um pouco, comer bem e voltarmos rumo a Santana do Parnaíba. Dessa vez meu amigo foi na frente e pude sentir na pele como anda esse pequeno TSI. As retomadas dele são excepcionais deixando meu 1.6 pra trás nas saídas de curva. Eu sofria tentando não ficar muito para trás retardando as minhas freadas e ao mesmo tempo tentando tirar alguma foto da estrada para ter algo para esse post. A última coisa que você pensa vendo esse carrinho andando forte é que ele é 1.0.

Voltamos para Santana, fizemos uma outra pausa para o café até para conversarmos um pouco sobre as experiencias. Depois voltamos em direção ao centro de Alphaville e de lá pegamos a Castelo para casa. O que posso afirmar é que foi um ótimo passeio, que recomendo por ser relativamente perto e por abrigar tantas opções. Certamente faremos outros caminhos mas esse aqui entrará novamente numa agenda futura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s